A.M.E. Entrevista Muiraquitã Live

Namascrazy, Apreciadores!

O universo amazônico é povoado de histórias, personagens e músicas impressionantes. Dessa mística e inigualável cidade da beira do rio que é Belém do Pará, vem o live de psytrance Muiraquitã. Bruno Souza, 28, também conhecido como “Roy” foi entrevistado pelos Apreciadores de Música Eletrônica. DJ e produtor musical, “Roy” é constantemente escalado para tocar nas melhores vibes de Belém. Vamos conhecê-lo um pouco mais!

A.M.E. –  Como aconteceu o seu contato com o mundo da música?

MUIRAQUITÃ – Bom, desde pequeno sempre gostei muito de música,. Meu pai e minhã mãe ouviam bastante, e eu sempre tava por ali cantando ou tocando instrumentos imaginários (Risos).

A.M.E. – Como a música eletrônica se faz presente em sua vida?

MUIRAQUITÃ – Meu pai sempre foi muito fã de Flash e Mid Back, e meu tio tinha vários discos de House também, ouvia bastante e até arranhava uns discos tentando fazer scratches, continuei ouvindo bastante música eletrônica e em 2006 fiz um curso com o Dj Coyote.

Formatura2006
Formatura do Curso de DJ do Coyote.

A.M.E. –  Quais foram suas principais influências?

MUIRAQUITÃ – Quando criança o Flash e o House me influenciavam bastante, mas foi a partir de 2004… 05 que realmente entrei de cabeça na música eletrônica sendo bastante influenciado pelo Drum ‘n’ bass e o Psy Trance.

A.M.E. –  O que lhe inspira e motiva nessa cultura?

MUIRAQUITÃ – O que realmente me inspira hoje é o amor pela música eletrônica, é o que me faz produzir, escutar, tocar, procurar e ainda viver essa cultura.

10628156_928898100469633_8344787687151195868_n
Xuxa 9 anos – 2014

A.M.E. – E o início das produções de Faixas de Música Eletrônica?

MUIRAQUITÃ – Então, no começo de 2010, eu decidi estudar produção musical, pra  começar a tocar minhas próprias musicas… mas estudar sozinho era muito difícil, cheguei a produzir algumas coisas em 2010, mas era totalmente iniciante, então decidi estudar mais, procurando material na net, videos no youtube, e apesar da maioria ser em inglês e eu quase zerado aprendi bastante coisas e em 2012 já estava produzindo coisas audíveis (risos). Então continuei estudando e trocando figurinhas com as atrações que trazia para tocar por aqui, e em 2014 montei meu live “Muiraquitã” e hoje continuo estudando e trocando ideias com vários produtores.

A.M.E. – Quais plataformas de produção você utiliza?

MUIRAQUITÃ – Utilizo somente o Ableton Live para tudo, me dei muito bem com ele.

A.M.E. – Tendo em vista o dia a dia corrido, como você encontra tempo para se dedicar à produção?

MUIRAQUITÃ – Bom, to na produção 24h por dia (Risos), vendo música e ideias em tudo o dia todo, trabalho de manhã e de tarde em uma escola de Música que é o Conservatório Carlos Gomes, e quando saio de lá vou para o estúdio que montei com uns amigos, Studio Goa-X (Boca do Som). Lá quando não estou gravando ou produzindo alguém é a hora que me dedico as minhas produções.

A.M.E. – O que buscas transmitir em suas produções musicais?

MUIRAQUITÃ – Em cada produção vai uma mensagem, um sentimento, uma história diferente… mas o que tento transmitir em todas além de tudo é a felicidade, isso sim tem que ser transmitido sempre!

A.M.E. – Quais os momentos mais marcantes de sua trajetória?

MUIRAQUITÃ – Poxa foram vários! Como DJ todas as grandes festas que toquei foram marcantes, com Lives de fora ou tocando em outras cidades, guardo cada momento na lembrança, agora com o Live toda vez que me apresento é marcante, começando pelo dia da estreia no ano passado na Goatribe, desde lá toda vez que toco é “d+”, ver pessoas falando sobre as músicas, indo pra frente na hora que vou tocar, me elogiando, perguntando onde consegue as musicas, quando vai ser a próxima tocada… nossa, isso sim é marcante!

10417453_936378183054958_803312735502451097_n
Goa Tribe, 5 anos.

A.M.E. –  Como você enxerga a cena Trance Local atualmente?

MUIRAQUITÃ – Cara eu acredito bastante na tese de que tudo se renova a cada 10 anos, e é isso que vejo hoje, em 2005 a cena tava ficando bem forte, teve um ápice em 2006…08, depois veio caindo e ficou bem fraca, 2014 começou a levantar novamente e agora em 2015 já vejo como a 10 anos atrás, ficando bem forte com um público totalmente renovado e espero que siga crescendo cada vez mais, não só de público como  de DJ e Produtores, isso é Muito Bom.

—–

Tohany Munay
Tohany Munay
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s