O Clássico de Simon Posford

Certos discos podemos rotular “clássicos” pelo fato de influenciarem os estilos e gêneros propostos anos e até gerações depois de sua realização. É o caso de “Twisted” do Hallucinogen. Lançado em 1995 pela Dragonfly Records, permanece sendo um dos maiores álbuns de trance psicodélico da história.

Diferente de vários outros álbuns dessa época, “Twisted” não soa antiquado mesmo passados quase 20 anos de sua data de lançamento. A abertura do disco é com a antológica “LSD”, tida por muitos como um hino do 90’s Trance. “Orphic Thrench” é forte, hipnótica e bastante característica. Que linha de baixo incrível! A faixa seguinte é “Alpha Centauri”, lançada como single em vinil 12″ de 45 rotações por minuto em 1994, autêntico teletransporte às festas realizadas em Goa (na Índia) ainda impregnadas pela sonoridade Acid. Porém, o som que rouba a atenção do ouvinte é “Shamanix”, induzindo a uma dança ritualística eletrônica de primeira linha. A pista pulsa vida quando Simon a toca todos os anos no Ozora Festival. A alteração do tom que culmina em uma ambiência completamente reformulada é o ápice dessa faixa. Haja frio na espinha. O sample “The way I feel I don’t expect to go to sleep for a year. I’m on fucking fire!” é histórico. Passada a euforia, vem “Snarling Black Mabel” com uma sonoridade constante e um tanto mais séria. O encerramento da festa fica por conta de “Solstice” que nos presenteia com uma melodia Sci-fi antecipando o que viria a se desenvolver como Full On (Morning principalmente) no final daquela década em Israel. Após os 7 minutos de música, você poderá escutar uma faixa escondida intitulada “Angelic Particles (Remix)”: uma curta viagem psicodélica quase étnica de muito bom gosto.

Simon Posford é a mente pensante do projeto Hallucinogen e sócio fundador da icônica Twisted Records. Ao lado de Raja Ram mantém a banda Shpongle: uma mistura embriagante de Trance, World Music e performances ao vivo interessantíssimas. Não suficiente, assina ao lado de músicos talentosos como Benji Vaughan (Prometheus), Joe Russo e Tom Hamilton, o Younger Brother: banda Ambient e Psybient de sucesso que já foi indicada ao Mercury Music Prize de 2008.

Anúncios

Uma opinião sobre “O Clássico de Simon Posford”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s