Os Festivais de Verão no Velho Mundo

A edição de primavera da Mushroom Magazine trouxe um mapa apontando os festivais que fazem parte da temporada européia que começa oficialmente em junho e termina em setembro. Viajantes dos quatro cantos do planeta transformam o continente num parque de diversões, viajando sozinhos, com a família ou com os amigos, pulando de celebração em celebração. A bordo de um motor-home, de carona, avião, trens, quem quer chegar chega.

Achei uma ótima ideia trazer essas informações e adicionar alguns nomes que imperdoavelmente não constavam na lista. Vamos lá…

DOOF FESTIVAL

doof

Aconteceu em Israel pela 11ª vez bem antes da temporada realmente começar, entre os dias 17 e 20 de abril. O line up é bastante variado indo de Earthling à Psykovsky, D-Nox até Dirty Saffi. É promovido pelo pessoal da Doof Records em união com a Paganka (presente desde 2011) e MaGaya Crew (responsável pelo seguimento new age do festival).

FOREST SOUND FESTIVAL

Forest Sound

Rolou nos últimos dias de abril em Dobraca, Sérvia. A entrada é baratíssima (15 euros antecipado e 20 na hora), sem taxa de estacionamento. Não há site oficial, só uma página do evento no Facebook. Os headlines esse ano foram Burn In Noise, Liquid Soul, Mechanimal e Talamasca.

HAI IN DEM MAI

hai in dem mai

Por analogia, esse funciona para o Wonderland como o Terra em Transe para o Universo Paralello: o Hai In Dem Mai é o evento “irmão menor”, ambos da Alemanha. Braincell, Gaby, Kliment, e Fabio & Moon estavam presentes. Festival coloridoe pequeno. Deve funcionar bem.

SUMMER OPENING

summer opening

Acontece em Hamburgo de graça. Não é festival, mas uma open air com direito a after oficial e dois palcos.

ZAGOA FESTIVAL

Zagoa

Em sua segunda edição, o Zagoa deste ano teve contratempo natural: uma tempestade de areia seguida por calor humanamente insuportável foi anunciada para os dias do evento. Avisados previamente pelas autoridades do Marrocos, a organização achou por bem deslocar o festival algumas milhas distante. No line: Allaby, Atma, Antagon, Electric Universe, Laughing Buddha, Menog, Z, Darksinamurti e Shane Gobi. O sistema de som é o Funktion-One: coisa boa demais.

SCHALLKONFLIKT

Schallkonflikt

Ainda no clima de aberturta da temporada de festivais, o Schallkonflikt aconteceu no norte da Alemanha entre os dias 16 e 18 de maio. São dois palcos (Main e Open Mind) em que se apresentaram Egorythmia, Protonica, Ectima, Mindwave, Lifeforms, Psykovsky, dentre outros.

PSY EXPERIENCE

psy experience

Finalzinho de maio teve o Psy Experience em Lübz, na Alemanha de novo (os caras gostam!). Brainiac, Flow Job, Hux Flux, Eclip e Zyce dividiram espaço no line up.

TREE OF LIFE

tree of life

Chegamos em junho! Agora, meus irmãos, salve-se quem puder porque a coisa ficou séria: está oficialmente aberta a temporada de festivais alternativos (e outros nem tanto) no continente europeu e euro-asiático. O lugar que acolhe a celebração é inóspito e magnífico: a Turquia, especificamente o Lago Karagöl em Izmir. A organização promoveu em janeiro concurso para os designers gráficos criativos, elegendo o melhor dentre os trabalhos enviados para compor a identidade visual do festival. No soundcloud do Tree Of Life você pode ter ideia da diversidade de sonoridades que compõem o line up: Master Margherita, Loopus In Fabula, E.V.P., Psymmetrix, Sonic Elysium, Flooting Grooves, Therapist, Phobos, Terranoise, Reality Grid, E-Mantra, Hypogeo, Rastaliens, AuroraX, Kaya Project, Southwild e por aí vai.

FREQS OF NATURE

Freqs-of-Nature-Forest-Floor-3

Ah o Freqs Of Nature! Organizado pelo pessoal do Fullmoon Festival, acontece final de junho bem pertinho de Berlim – distante da capital somente 70 km. A decoração é absurda, assinada pela Free Optics (coletivo que já esteve no Brasil decorando o Zuvuya deste ano), Floor Deco e Itih Anderson. Mostras de arte visionária reúnem gigantes como Android Jones, Alexander Rodin, Samuel Gomez, Subliquida Project e vários outros. A música acontece em 4 palcos: Forest Floor, Groove Floor, Kreuz [&] Quer (dance music experimental) e Rela(x)perimental Stage. Pra você ter ideia, seguem alguns nomes dessa miscelânea magnífica: Arcek, Bombax, Digitalist, Disfunction, o brasileiro Elowinz, Farebi Jalebi, Frantic Noise, Hellquist, Kashyyyk, Kaos, Kaya, Mirror Me, Nargun, Onionbrain, Pick, Procs, Whrikk (fantástico produtor!), Will O Wisp, Zik, Zikore, Grouch, Kliment, Filteria, Heterogenesis, Hux Flux, Ital, Krumelur, Men2Deep, Pragmatix, Pspiralife, Psilocybian, Sonic Species, Tijah, U-Recken, Xpiral, Texas Faggot, entre vários outros nomes. É muito som!

NOISE POISON

noise poison

Na região da Eslováquia surge o frenético Noise Poison, de 26 a 29 de junho. O forte dos caras é o som acelerado e noturno com um line up digno de reverência pelos entusiastas da noite. Yaminahua, Bombax, Paralocks, Highko, Crazy Astronaut, Kindadza: o time é de peso.

SPIRIT BASE

spirit base

Localizado no limite da Hungria com a Áustria, o Spirit Base inaugura julho. A ilha Rajka é testemunha de um line up diversificado: Talamasca, GMS, Loud, Aerospace, Atma, E.V.P., Klopfgeister, Kashyyyk e Irgum Burgum.

LIFE CELEBRATION

life-celebration-festival

A Croácia é a mais nova referência do movimento trance mundial emergindo juntamente ao turismo internacional da região. Já na sexta edição, o Life Celebration ocorre numa antiga fortaleza chamada Fort Punta Christo em Pula de 10 a 14 de julho, relativamente próximo ao Brijuni National Park, um dos muitos destinos maravilhosos desse país incrível. O line up é recheado de coisa boa como AKD, Journey, Psilocybian, Kala e Aes Dana (da Ultimae Records, lembra da matéria que fizemos?). Festival intimista e bem diferente.

ANTARIS PROJECT

antaris 02 antaris 03 antaris 04 antaris

O alemão Antaris já está na 20ª edição com força e gana como se fosse a primeira. A sonoridade é muito diversificada e reúne gente de peso como Dickster, Ajja, Man With No Name, Juno Reactor, Parasense, Kox Box, Tristan e Tron. A equipe visual é sensacional, assinada pelo VJ Dier Sterngucker. O resultado está aí pra todo mundo ver: a cada edição explosões de cores e formas geométricas criativíssimas na pista. Festival clássico da maior importância!

AYATA FESTIVAL

AYATA

Outra vez a Turquia recebe os malucos do planeta para celebrar a vida entre 17 e 21 de julho. O local escolhido para acontecer a primeira edição do Ayata fica na montanha Sandras, na região da Anatólia Central de Mugla. Sons interessantes estão escalados: Bitkit, Ianuaria, Fobi, Blisargon Demogorgon, Fobi, Chris Rich e Parasect. Iniciativa nova que merece a nossa atenção.

MIDNIGHT SUN

midnigh sun

Novidade também é o Midnight Sun na Noruega. Nessa época ocorre o fenômeno natural do sol da meia noite, quando ele simplesmente não se põe no horizonte naquela região do planeta. Pelo site oficial do festival podemos conferir o visual da localização. Will O Wisp, Lynoxod, Therapist, Filteria, Megalopsy, Økapi, AuroraX, Ocelot, Makadam, Psykovsky (sempre!), Whrikk, Trold, Reality Pixie, Phobos, Noizebug, Loopus In Fabula, Kanka, Hux Flux, Annoying Nnjas… No que depender de som o festival será um sucesso. Destaque para os preços altíssimos do país, com alta probabilidade do preço de uma latinha de cerveja chegar a 8 Euros dentro da festa, segundo boatos.

F.L.O.W.

flow 02 flow

Não confundir com o FLOW que acontece em Helsinki, Finlândia. O F.L.O.W. é na Áustria. Musicalmente não tem grandes surpresas compondo o line: Atma, Ital, Braianiac e Protonica.

S.U.N. FESTIVAL

Julho está acabando e o S.U.N. começando na Hungria. De 22 a 27 se apresentam Absolum, Aodioiboa, Avalon, Hallucinogen, Hux Flux, Filteria, Dickster, Burn In Noise, Boom Shankar, Orestis, Perfect Stranger, Pleiadians, o estimadíssimo Ritmo, Lucas, Sensient, Merkaba, o clássico Logic Bomb… Festival grandinho (são 5 ambientes) que agrada a muitos.

LOST THEORY

lost theory

Esse é tão especial que se tornou o “queridinho” da malucada no mundo todo com somente três edições realizadas. Tudo ali é absolutamente incrível, bem pensado. A quantidade de público varia entre 4 e 5 mil pessoas unidas por uma energia indescritível. A música é segura, energética, forte o tempo inteiro. Atriohm, Kindzadza, Kox Box, Megalopsy, Ocelot, Vertical… O line se divide em blocos de estilos e durante o festival você tem a opção de visitar alguns parques nacionais próximos como o Plitvice (pequenas excursões saindo da portaria). Este que vos escreve recomenda demais que você ache uma folga no line – aquele momento do dia que você não vai curtir tanto assim (bem difícil) e dê uma volta na redondeza. Tem também aluguel de bikes. O turismo pós Lost Theory então nem se fala: a costa da Croácia fica logo ali com várias opções interessantes: a minha escolha foi Split. Maravilha demais!

MOMENTO DEMENTO

momento demento

Abreviando “Modem”, acontece logo em seguida do Lost Theory distante alguns quilômetros (em Hrvatska) e com shuttle bus (traslado) ligando os dois festivais. Já está na terceira edição com line up interessante: Arjuna, Jahbo, Hypogeo, Malice In Wonderland, Paralocks, Sensient e Tron. O visual do Modem é muito bem feito.

OZORA

ozora

O Ozora é gigante, esplêndido. Possui infraestrutura impressionante de bar e restaurante com TUDO que você precisa O TEMPO INTEIRO. Variedade de bebidas (alcoólicas ou não), chuveiros funcionando a todo vapor e assim por diante. Tem até uma inacreditável fonte de água mineral do lado da caixa esquerda: o Paraíso. Variadíssimo musicalmente, o line é muito bom: Astral Projection, o brasileiro Earthspace, Goatika, Krumelur e também Whiptongue. O show de abertura da pista principal é sempre emocionante: ano passado foi Peaking Goddess Collective com Alex Grey e a esposa pintando um quadro ao vivo. Ponto negativo é a neurose policial que se instaurou ao redor do festival, mas nem isso consegue diminuir o brilho dessa celebração impressionantemente linda. Arte por todos os cantos, alegria explodindo.

ZOOM

zoom 2003

A edição deste ano foi cancelada por problemas relacionados ao local. Uma pena pois o festival é um tanto antigo – acontece desde 1998 – e este ano estava programada sua retomada.

BOOM

boom

Constantemente lembrado como “o maior festival alternativo do planeta”, o Boom é uma explosão de arte, cultura e responsabilidade ambiental. Sob o rótulo de festival sustentável, bienalmente o mundo se encontra em Idanha-a-nova, Portugal, para dançar e sorrir por 8 dias. Este ano inicia em 4 de agosto e encerra dia 11.

FREEDOM FESTIVAL

freedom festival 2005

Acontece na região de Elvas em Portugal a cada ano ímpar.

VUUV

Olha a Alemanha aí de novo. O Vuuv é tradicionalíssimo e acontece desde 1991 entre Krumbeck e Sputlitz. A organização é tão segura que não tem receio em fazer o festival durante o decorrer do Boom. Dentre os nomes confirmados para este ano estão: Astrix (!), Pixel, Etnica, Materia, Filteria, Kindzadza, Bliss e Weekend Heroes.

NEW HEALING

new healing

Festival com headlines Ambient e Chill (sim, existe!). Acontecerá na Alemanha entre os dias 25 e 31 de agosto. No line up estão Akasha Projekt, Star Sounds Orchestra, Irina Mikhailova e Djane Gaby. Interessante.

BLACKMOON

blackmoon

Bem pertinho do Mar Mediterrâneo , na Itália, tem o Blackmoon. Ativo desde 2011,quem está responsável por boa parte da programação noturna é a crew da Parvati Records, junto a um time diversificado como Dickster, Avalon, Burn In Noise, Ajja e outros.

HADRA

hadra

A cena trance na França é um tanto parada e praticamente o único representante dali é o Hadra. Tem apelo bastante comercial.

WONDERLAND

Wonderland

De 22 a 24 de agosto no município alemão de Stemwede tem o Wonderland. Polaris, Pragmatix e alguns brasileiros como Earthspace e 2012 brilham no line up. Não confundir com tantos Wonderland que tem por aí.

SONICA

sonica

Em sua sétima edição, o Sonica acontecerá no finalzinho de agosto, como sempre na Itália, dessa vez a 50 km de distância da cidade de Nápoles. A ambiência desse festival e principalmente suas dimensões mudaram bastante por conta das alterações do local de realização. São dois palcos que terão Eat Static, Gaiatech, Dirty Saffi, Justin Chaos, Shotu, Tristan, Earthling entre outros.

SELI MOUNTAIN GATHERING

seli mountain

Festival pequeno na região montanhosa da Grécia em sua segunda edição. De 27 a 31 de agosto se apresentarão Aquafeel, Atriohm, Indra, Talamasca, Timelock, Perplex, Haldolium, Freedom Fighters e outros.

AURORA

aurora

Aconteceu de 2008 a 2012 na Grécia, na ilha de Samothraki. Infelizmente a organização decidiu dar uma pausa nas edições e prometeu voltar em 2014, mas isso não aconteceu. Focaram na realização do Free Earth Festival.

FREE EARTH

free earth 02

Meio que substituindo o Aurora, tem esse ano de 14 a 18 de agosto o Free Earth na região de Ancient Olympia (Peloponeso) também na Grécia. Organizado pelo pessoal do Freedom Fighters, é festival de praia grega com sonoridade variada: de Rastaliens a 2012. Hybrid UV, o artista visionário Neil Gibson e PVJ Daydreamer são os responsáveis pelo visual. Bem legal.

PSY-FI FESTIVAL

psy-fi

Eis que na Holanda surge a iniciativa de um festival trancer. Apesar de bastante receosos por conta do país não ter tradicionalmente uma cena firmada, os organizadores insistiram na realização dessa segunda edição chamada “Inside The Vortex”, mas agora em outra localidade: a cidade de Leeuwarden.

BEATPATROL

beatpatrol

É festival mainstream de um dia (!) na Áustria com Deadmau5, DJ Marky, Black Sun Empire e DJ Fresh. Sinceramente não sei por que a Mushroom incluiu isso na lista, mas desconfio seriamente que questões comerciais tenham pesado.

TRANSYLVANIA CALLING

transylvannia calling

O maravilhoso festival que acontece nas redondezas do castelo Conde Drácula na Romênia, este ano em setembro. Segundo afirmam, o local é de deixar qualquer um de queixo caído de tão lindo apesar do intenso frio à noite. O line up inclui Goasia, Jaramogi&Naima, Malice In Wonderland, Opsy, Minimal Criminal, Gido, a brasileira Ine, Loopus In Fabula e Naima. Transylvania Calling fecha com chave de ouro a temporada intensa de festivais no continente europeu.

Anúncios

6 opiniões sobre “Os Festivais de Verão no Velho Mundo”

  1. muito bom Fabio, mas pra mim falta a mapa q vc mencionou no inicio do seu texto. me manda no face, pode ser? ABRACAOOOOO ate o boom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s